Inutilezas

Inutilezas

TEATRO EM MOVIMENTO APRESENTA INUTILEZAS, ESPETÁCULO COM TEXTOS DE MANOEL DE BARROS

O Teatro em Movimento – em sua XVI edição-, em uma Co-realização do Sesiminas, recebe em Belo Horizonte, a peça “Inutilezas”,  que reúne poemas de diferentes momentos da obra de Manoel  de Barros.  Com roteiro de Bianca Ramoneda, que também atua ao lado de Gabriel Braga Nunes e Pepê Barcellos – músico que faz as intervenções musicais ao vivo – , montagem tem direção de Moacir Chaves e direção musical de Pedro Luís (do grupo Pedro Luís e a Parede). O espetáculo conta a possível história das memórias de um casal de irmãos que passou a infância num lugar chamado de “lacuna de gente”. Protegidos pelo abandono, fizeram da invenção suas ferramentas de pensar e brincar. E do que não serve para nada, sua matéria de poesia. A peça pode contar também a possível história de uma dupla de atores que se reúne para transformar poesia em teatro, num jogo de cena que aposta na força da palavra e no espírito lúdico. “Inutilezas” estreou em 2002, sendo remontada pela mesma equipe, em 2015, um ano após a morte do poeta. À primeira versão da peça recebeu a benção do poeta, que não só aprovou o projeto como adorou o espetáculo: “Não estou acreditando no que eu vi! Um teatro verdadeiro. Não é uma declamação de versos. Não é uma recitação de poesia. É uma representação da palavra. É a representação de um texto poético. Com os personagens vivos e as suas contradições. Achei um primor de teatro. Estou me sentindo quase Nelson Rodrigues. Só que não trágico, mas meio engraçado.”

 As apresentações em Belo Horizonte ocorrem nos dias 11 e 12 de março, sábado às 20h e domingo, às 19h, no Teatro Sesiminas.

O Teatro em Movimento é realizado via Lei Federal de Incentivo à Cultura. ““Inutilezas” é um espetáculo para a alma. O tempo passa sem você perceber, é uma delícia”, diz Tatyana Rubim, idealizadora e curadora do Teatro em Movimento”.

“Inutilezas” traz uma espécie de teia, de renda e propõe um diálogo construído com poemas publicados originalmente em livros distintos, com grandes intervalos de tempo entre eles. Nessa aproximação, as peças do quebra-cabeça, reordenadas, abrem novas possibilidades de leitura. A construção desse jogo, feito com o aval e a confiança do autor, seguiu critérios que respeitam o ofício de “artesanía” do poeta: “Jamais mexemos na estrutura das frases ou substituímos palavras. Trechos foram deslocados com a preocupação de não amputar o encadeamento. Assim montamos uma conversa da obra consigo mesma como um jogo narrativo”, explica a roteirista e atriz, Bianca Ramoneda.

Inutilezas


Data
11 e 12 de março, sábado às 21h e domingo às 18
Classificação
12 anos
Duração
50 minutos
Ingressos
R$40,00 inteira e R$20,00 meia-entrada
Meia entrada válida para maiores de 60 anos e para estudantes devidamente identificados (conforme MP 2208/2001)
Direção
Moacir Chaves
Outras informações
(31) 32417181 – site: http://teatroemmovimento.art.br/
Realização
Patrocínio
Promoção Cultural
Apoio
Hotel Oficial
Produção