COMÉDIA | TEATRO

O Festival Teatro em Movimento trouxe a Belo Horizonte o espetáculo Fulaninha e Dona Coisa. Numa encenação não realista, dirigida por Daniel Herz e idealizada por Eduardo Barata, Nathalia Dill e Vilma Melo vivem, respectivamente, “Fulaninha e Dona Coisa”.

“A possibilidade de emocionar o público dentro de uma comédia é algo quem me instiga e me interessa”, detalha o diretor. A peça se apropria do humor, da carência, da solidão e do encontro para falar das diferenças de origem e da relação entre duas pessoas, ao mesmo tempo, tão ricas e diferentes. “Fui assistente de direção do Nanini na primeira montagem carioca, com Louise Cardoso, em 1990. Quando convidei o Daniel para dirigir, planejamos uma encenação dinâmica e divertida, com uma nova roupagem. O espetáculo mantém vários elementos de referência aos anos 90, como: telefone com fio, bip de mensagens, secretária eletrônica, entre outros. Contudo, as emoções, situações e relações são completamente atuais”, detalha o produtor e idealizador Eduardo Barata.

“Fulaninha e Dona Coisa” teve duas apresentações em BH, nos dias 24 e 25 de novembro, sábado e domingo às 20h. no Teatro do Centro Cultural do Minas Tênis Clube. O espetáculo chegou à capital mineira em uma realização do Festival Teatro em Movimento com o patrocínio da CEMIG, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Ficha Técnica:
Texto: Noemi Marinho
Direção: Daniel Herz
Idealização: Eduardo Barata
Com: Nathalia Dill, Vilma Melo e Leandro Castilho
Cenário: Fernando Mello da Costa
Figurinos: Clívia Cohen
Iluminação: Renato Machado
Trilha sonora original: Leandro Castilho
Mídia Digital: Gigi Prade
Direção de produção: Elaine Moreira
Produção executiva e diretor de palco: Tom Pires
Realização em Belo Horizonte: Festival Teatro em Movimento
Patrocínio Local: CEMIG